Secretário da Justiça visita centros da Fundação CASA em Campinas e anuncia investimentos

Fernando José da Costa também avalia vacinação dos jovens contra a Covid-19; juiz e promotora da Infância e Juventude acompanham visita técnica nesta sexta (08/10)

 

O secretário da Justiça e Cidadania e presidente da Fundação CASA, Fernando José da Costa, visita nesta sexta-feira (08/10), às 9h30, os três centros socioeducativos do Complexo Campinas – CASAs Andorinhas, Campinas e Maestro Carlos Gomes – no bairro San Martin, em Campinas. O secretário anuncia os investimentos do Governo do Estado para reformar todos os centros de Campinas e região e acompanha o andamento da vacinação contra a Covid-19 dos adolescentes em atendimento.

A visita técnica será acompanhada pelo juiz titular da Vara da Infância e Juventude, Atos Infracionais e Medidas Socioeducativas da Comarca de Campinas, Marcelo da Cunha Bergo, e pela promotora da Infância e Juventude da cidade, Elisa Divitis Camuzzo.

“A vacinação, os cuidados de higiene e saúde e políticas públicas adequadas tornam possível o combate à pandemia de Covid-19, demonstrando a importância do trabalho conjunto entre o Governo do Estado de São Paulo, a Fundação CASA, a Secretaria da Saúde do Estado e as prefeituras para a imunização dos jovens atendidos na Instituição”, afirma o secretário da Justiça e Cidadania.

Durante o mês de setembro, 208 adolescentes então internados ou em internação provisória nos cinco centros socioeducativos da cidade foram imunizados com a primeira dose da vacina contra a Covid-19, da fabricante Pfizer Biontech.

No CASA Andorinhas, 34 adolescentes receberam a primeira dose da vacina; 57 foram imunizados no CASA Campinas; no CASA Jequitibá foram 50 adolescentes; 48 no CASA Maestro Carlos Gomes; e 19 jovens no CASA Rio Amazonas.

Nos próximos dias, 40 jovens que ingressaram posteriormente no sistema socioeducativo receberão o imunizante – 01 adolescente no CASA Maestro Carlos Gomes; 03 jovens no CASA Campinas; 08 adolescentes no CASA Rio Amazonas; 15 jovens do CASA Andorinhas; e 13 adolescentes do CASA Jequitibá.

Os CASAs Andorinhas e Rio Amazonas são centros socioeducativos considerados “portas de entrada”, ou seja, que recebem adolescentes da região recém-ingressantes no sistema socioeducativo, nos programas de atendimento inicial e internação provisória (período de até 45 dias em que o jovem aguarda a sentença do Poder Judiciário).

A segunda dose da vacina está prevista para ser aplicada até o mês de dezembro.

Compartilhe esta notícia: