Jovens de Osasco são inscritos em programa de aprendizagem da prefeitura

Profissionais da SETRE vão aos CASAs Osasco I e II e cadastram adolescentes na próxima quinta-feira (10)

 

Cerca de 12 adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação nos CASAs Osasco I e II, em Osasco, na Região Metropolitana de São Paulo, serão inscritos na próxima quinta-feira (10) no Programa Jovem Aprendiz Trabalhador do Município de Osasco.

Às 10h, profissionais da Secretaria do Emprego, Trabalho e Renda (SETRE) inscreverão pessoalmente os jovens, para concorrer às cem vagas destinadas ao primeiro ano de execução da iniciativa, além de cadastro de reserva.

O Programa Jovem Aprendiz da prefeitura combina atividades teóricas e práticas, em tarefas de complexidade progressiva que serão desenvolvidas no ambiente de trabalho. As aulas teóricas serão em local indicado pela organização da sociedade civil responsável por aplicar o conteúdo, enquanto a prática ocorrerá em unidades da prefeitura de Osasco.

O público-alvo do Programa são adolescentes e jovens, com idades de 16 a 22 anos, sendo prioritária a seleção daqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade ou de risco, como acolhimento institucional; egressos do sistema socioeducativo e do trabalho infantil; em cumprimento de medida socioeducativa; sejam de famílias beneficiárias dos programas de transferência de renda; e pessoas com deficiência.

O limite de idade não aplica ao jovem aprendiz com deficiência. Ao todo, 6% das vagas se destinam a jovens com deficiência.

Os candidatos da Fundação CASA estão na faixa etária de 16 a 17 anos, em vias de concluir o Ensino Fundamental ou cursando o Ensino Médio. Em comum, todos estão com possibilidade de desinternação em breve, tornando-se egressos do sistema socioeducativo, e possuem situação de vulnerabilidade social.

“A empregabilidade dos adolescentes internados ou que, em breve, se tornarão egressos é de relevante importância para o processo socioeducativo deles, além de ser uma chance de novo caminho ao retornar à sociedade”, avalia o secretário da Justiça e Cidadania e presidente da Fundação CASA, Fernando José da Costa.

Os jovens selecionados exercerão atividades profissionais relacionadas às áreas de administração, logística, auxiliar de contabilidade e desenvolvedor de sistemas de tecnologia da informação.

Compartilhe esta notícia: