DRMNO realiza regional do Torneio de Voleibol

Equipes de 14 centros socioeducativos disputam a vaga para a etapa classificatória; disputas caminham para a fase final local

 

As partidas decisivas da etapa regional da Divisão Regional Metropolitana Noroeste (DRMNO) no IX Torneio Estadual de Voleibol da Fundação CASA estão a todo vapor. Nesta quarta-feira (11), as equipes dos CASAs Nova Vida, Ônix, Ouro Preto e João do Pulo disputam a vaga da final da DRMNO em partidas no CASA Governador Mário Covas, no Complexo Vila Maria, na cidade de São Paulo

Ao todo, times de 14 centros socioeducativos da DRMNO tentam a vaga para a etapa classificatória do Torneio. A Divisão optou por dividir os centros socioeducativos em duas grandes chaves, a Complexo Vila Maria e a Complexo Raposo Tavares, em que o vencedor de cada chave disputa a vaga regional. As disputas começaram no dia 04 de maio, em dias e locais alternados

A chave do Complexo da Vila Maria é formada pelos CASAs Onix, São Paulo, Bela Vista, Vila Guilherme, Governador Mário Covas, Nova Vida, Ouro Preto e João do Pulo. As partidas aconteceram no CASA Mário Covas.

Enquanto isso, a chave Complexo Raposo Tavares envolve os times dos CASAs Ipê, Jardim São Luiz II, Leopoldina e Pirituba, de São Paulo, e os CASAs Osasco I e II, de Osasco. O CASA Jardim São Luiz II venceu as disputas que teve na chave do Complexo Raposo Tavares e aguarda o vencedor do Complexo da Vila Maria para disputar a final da DRMNO na próxima terça-feira (17).

No total, são cerca de 120 adolescentes participantes da etapa da Divisão Regional Metropolitana Noroeste. Os profissionais de Educação Física dos centros socioeducativos têm arbitrado os jogos. “A arbitragem tem sido de excelente nível”, avalia o supervisor da DRMNO Thiago Ovigli.

Sobre o Torneio

Cerca de 800 adolescentes em medida socioeducativa de internação em 80 centros socioeducativos no Estado de São Paulo, de ambos os sexos, participam do IX Torneio Estadual de Voleibol da Fundação CASA. Trata-se da primeira edição do campeonato após a decretação da pandemia da Covid-19 – a última ocorreu em 2019.

A disputa masculina é dividida em três etapas: a regional, em que os times dos centros socioeducativos de cada uma das oito divisões regionais disputam a vaga representativa; a classificatória, em que, entre os oito classificados, saem os quatro representantes para a fase estadual; e a estadual, na qual os quatro semifinalistas da categoria masculina jogam as partidas semifinais e finais.

Já na categoria feminina, as equipes vão direto para a fase final, uma vez que a Fundação CASA possui quatro centros socioeducativos no Estado destinados à internação delas.

“Mais do que difundir a modalidade ou mesmo avaliar possíveis talentos para o esporte, o Torneio de Vôlei incentiva os adolescentes a desenvolver habilidades, competências e valores que, às vezes, eles e elas nem percebiam em si”, explica o secretário da Justiça e Cidadania e presidente da Fundação CASA, Fernando José da Costa.

Compartilhe esta notícia: