CASA Sertãozinho encerra mês da Consciência Negra com palestra

Estudante da UFSCar compartilhou sua história de superação com os adolescentes

 

Como forma de concluir os conteúdos trabalhados durante o mês de novembro sobre o Dia da Consciência Negra, o CASA Sertãozinho (DRN) promoveu na última segunda-feira (29/11) uma palestra motivacional com o estudante da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Félix André dos Santos Paula.

Durante a palestra, o estudante compartilhou sua história de superação, quando decidiu estudar por conta própria para ingressar na Universidade sem a necessidade de cursinho.

Paula se define com um jovem negro, de família humilde, residente na periferia de Sertãozinho, que tinha “tudo para dar errado”, mas que resolveu enfrentar o preconceito para mudar de vida.

 

Para isso, o jovem optou por participar do Enem e investiu seu tempo cultivando hábitos positivos, como o da leitura. “Eu convivi com muitas pessoas que se envolveram com a criminalidade e vi muita coisa ruim acontecer. Mas, mesmo assim, tendo tudo contra mim, eu decidi inverter o jogo e tudo deu certo”, explicou.

Enquanto falava sobre suas escolhas, o estudante também traçou alguns paralelos sobre sua história, o preconceito e as questões raciais sofridas pelos negros brasileiros.

Para isso, ele utilizou através duas músicas, respectivamente, dos grupos de RAP DMN (Defensores do Movimento Negro) e 509-E.  A primeira letra a ser analisada foi a “Racistas Otários”, gravada nas vozes dos Racionais Mc´s, já a segunda música foi a composição “Como Vai Seu Mundo”.

Por fim, o estudante ressaltou a importância de os jovens vencerem as dificuldades e buscarem um caminho diferente a qualquer custo, mesmo que esse exija muita persistência, luta e superação.

 

Compartilhe esta notícia: