Rio Preto conquista sete vagas para estadual de Damas Online

Dois adolescentes internados no centro socioeducativo ainda levaram a 1ª e a 3ª colocações na etapa da Divisão Regional Oeste

 

O CASA São José do Rio Preto conquistou nesta sexta-feira (12) sete vagas para a fase estadual do I Torneio Estadual de Damas Online, promovido pela Fundação CASA. Dois adolescentes, um de 18 anos e outro de 17 anos, internados no centro socioeducativo levaram, respectivamente, o primeiro e o terceiro lugar na disputa local das 20 vagas destinadas à Divisão Regional Oeste (DRO) da Instituição.

Ao todo, 52 adolescentes internados em nove centros socioeducativos da região Oeste do Estado de São Paulo participaram de 332 partidas por meio da plataforma gratuita https://lidraughts.org/.

O CASA Irapuru II, localizado na cidade de Irapuru, foi o segundo centro socioeducativo com maior número de classificados, com seis adolescentes em internação.

Em seguida vieram os CASAs Marília, Tanabi e Presidente Bernardes com dois jovens cada, seguido do CAS Alexandre Thomé de Souza, do município de Mirassol, com um classificado. Ainda participaram adolescentes em internação nos CASAs Irapuru I; Rio Dourado, em Lins; Araçatuba.

Os jovens classificados serão parte do grupo de 160 adolescentes internados em centros socioeducativos da Fundação CASA em todo o Estado de São Paulo que disputam a fase estadual do I Torneio Estadual de Damas Online no dia 26 de março.

Cada uma das oito divisões regionais da Fundação CASA, responsáveis por supervisionar os centros socioeducativos, terá 20 adolescentes representantes.

As partidas ocorreram a partir de computadores com acesso à internet nos centros. Na etapa da DRO, a pontuação acumulada após a realização de todos os jogos definiu os vencedores e classificados.

Para o dia 26 de março, um grupo de 160 adolescentes internados em centros socioeducativos da Fundação CASA em todo o Estado de São Paulo participam do estadual da primeira edição do Torneio.

O Torneio se destina a adolescentes de ambos os sexos, sem separação ou categorização de modalidade. A fase estadual é organizada pela Gerência de Educação Física e Esportes (Gefesp) da Fundação CASA.

Entre os objetivos da competição está a disseminação da prática do jogo de forma virtual, colaborando na inclusão digital dos jovens e valorizando o aspecto pedagógico, uma vez que auxilia no desenvolvimento de capacidades cognitivas.

“A damas é um jogo de tabuleiro de séculos e ajuda a estimular capacidades nos adolescentes quanto ao raciocínio lógico na busca da melhor estratégia e mesmo a organização dos elementos para atingir um fim”, afirma o secretário da Justiça e Cidadania e presidente da Fundação CASA, Fernando José da Costa.

Durante a pandemia da Covid-19, a Fundação CASA tem adaptado o atendimento socioeducativo para atividades pedagógicas que mantenham o distanciamento social entre os adolescentes.

A execução de medida socioeducativa em regime fechado no Estado de São Paulo é um serviço público essencial e sua realização tem sido adequada conforme as fases do Plano São Paulo, do Governo de São Paulo.

Compartilhe esta notícia: