Fundação CASA e Escola de Impacto celebram parceria para capacitar jovens

Projeto piloto terá aulas on-line que vão propor reflexões de temas que permitirão elevar a autoestima e vislumbrar novas oportunidades

 

Ao observar que jovens em medida socioeducativa enfrentam a falta de perspectivas reais, desigualdade, injustiça social, evasão escolar entre outras situações adversas que restringem o acesso ao emprego, a Escola de Impacto firmou parceria com a Fundação CASA para oferecer ao CASA São Bernardo I, em São Bernardo do Campo, a partir de janeiro, a formação da Escola de Impacto como ferramenta de sensibilização e preparação dos adolescentes.

A proposta piloto é que os jovens cursem o percurso da Escola para encontrarem novas oportunidades após o cumprimento de medida socioeducativa, investindo na autoestima e no desenvolvimento de habilidades socioemocionais.

Durante o curso, os jovens entrarão em contato com os mais diversos temas, como neurociência e preconceito, educação para direitos humanos, saúde mental, pessoa com deficiência, racismo, desigualdade social, filantropia, educação financeira e EGS/Economia Circular.

Essa parceria – que foi possível a partir do apoio de investidores sociais da Escola de Impacto – busca viabilizar a inclusão desses adolescentes no mercado de trabalho e propiciar espaços para reflexão de temas que os permitam vislumbrar novos objetivos pessoais e profissionais.

As aulas, ministradas em formato on-line, se darão por meio de dinâmicas e vivências mediadas por educadores e serão intercaladas por mentorias ministradas por convidados que são referência dentro dos temas abordados. A formação terá três meses de duração, totalizando 24 encontros.

Para o secretário da Justiça e Cidadania e presidente da Fundação CASA, Fernando José da Costa, oferecer oportunidades para os jovens dentro da Instituição é algo essencial para que eles possam seguir novos rumos fora dela.

“A parceria com a Escola de Impacto com certeza ajudará a fomentar algumas necessidades dos adolescentes, principalmente no que concerne à uma reflexão interna sobre seu papel no mundo e a importância de ver novos horizontes”, comenta Fernando José da Costa.

“Estamos muito felizes por essa parceria com a Fundação CASA. Percebemos que atrelados a falta de emprego, estão a falta de experiência profissional, a baixa escolaridade e a ineficiência das políticas públicas voltadas à empregabilidade. Portanto, é imprescindível garantir ações para a qualificação voltada ao mercado de trabalho, que permitam novas escolhas desses jovens em medida socioeducativas”, diz Vanessa Destéfani, diretora da Escola de Impacto.

Compartilhe esta notícia: