CASA Irapuru I realiza ações sobre saúde mental com adolescentes e servidores

Iniciativa tem como foco trabalhar a questão do Amor à Vida, sob a ótica da saúde mental e combate ao suicídio

Com o objetivo de potencializar o amor próprio e a autoestima entre os adolescentes e servidores, o CASA Irapuru I (DRO) desenvolveu a cartilha “Amor à Vida” voltada ao debate de temas como saúde mental, depressão e suicídio.

Com os jovens em medida socioeducativa, o centro promoveu uma série de ações envolvendo a temática da cartilha na escola formal, onde cada professor abordou os impactos desses assuntos de acordo com suas matérias. A questão também foi trabalhada pelo projeto Guri, através de músicas, rimas e ritmos.

Por fim, houve a exibição de lives, vídeos e slides sobre o tema, que ficou ao encargo da agente educacional, Nileda Cristina Marques.

Por meio desses recursos audiovisuais, os jovens debateram assuntos como a solidão, incertezas, medo, dos questionamentos comuns na transição entre a juventude e a vida adulta: “Preciso me abrir”, “Ninguém me escuta” e “Não vejo saída” e a atuação do Centro de valorização da Vida (CVV).

 

Servidores

Com relação aos servidores, o centro iniciará os trabalhos sobre o tema na próxima sexta-feira (30/04). A ação contará com uma live, promovida pelo setor pedagógico.

Em seguida, será aberta uma roda de conversa, conduzida pelos setores psicossocial e de saúde do CASA, que abordará a relação indissociável entre saúde mental e saúde física.

 

Compartilhe esta notícia: