Adolescentes se apresentam no Show de Talentos da CASA

Fernando José da Costa, secretário da Justiça e Cidadania e presidente da Fundação CASA, assistiu à exibição virtual do festival promovido pela Instituição

 

Com músicas de autoria própria ou consagradas nas vozes de grandes cantores brasileiros, adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação em 12 centros socioeducativos no Estado de São Paulo se apresentaram virtualmente nesta quinta-feira (21) durante o Show de Talentos da CASA, o festival de música da Fundação CASA.

Com abertura do secretário da Justiça e Cidadania e presidente da Fundação CASA, Fernando José da Costa, jovens e servidores acompanharam 12 apresentações – 10 de centros masculinos e duas de centros femininos – que trouxeram as músicas mais votadas na seleção realizada, de forma online, no mês de setembro.

"Quero parabenizar não só os adolescentes pelas apresentações, como todos os servidores que se dedicaram para que o Show de Talentos ocorresse”, disse o secretário da Justiça Fernando José da Costa no início da apresentação. “Pretendemos divulgar as canções nas Fábricas da Cultura do Estado de São Paulo, mostrando o talento de vocês.”

Entre os centros socioeducativos masculinos, as três canções primeiras colocadas na votação on-line foram: “O Brasil que eu quero”, de dois jovens do CASA Ônix, do Complexo da Vila Maria, em São Paulo, com 305 votos; “Fogão de Lenha”, cantada e tocada pelo CASA Caraguatatuba, famosa nas vozes dos cantores Chitãozinho e Xororó, com 174 votos; e “Mudei minha visão”, composição própria do CASA Rio Paraná, do Complexo do Brás, em São Paulo, com 143 votos.

Os outros seis colocados entre os dez centros masculinos mais bem classificados foram: CASA Santo André II (4º); CASA Taubaté (5º), CASA Batatais (6º), CASA Vila Leopoldina (7º), CASA Araçatuba (8º), CASA Vila de São Vicente (9º) e CASA Vitória Régia (10º).

Entre os centros socioeducativos femininos, as adolescentes do CASA Chiquinha Gonzaga conquistaram 1.171 votos com a música “Evolução”, de composição própria, seguidas pelas jovens do CASA Anita Garibaldi, de Cerqueira César, com 377 votos, em que apresentaram uma interpretação própria da canção “Como eu Quero”, eternizada pelo grupo Kid Abelha.

“É muito bom ver também letras compostas pelos adolescentes, porque demonstram o que eles e elas pensam da vida, como veem os acontecimentos”, afirmou o gerente de Arte, Cultura e Ensino Profissionalizante (Gacep) da Fundação CASA, Wellington Araujo. “Ver e ouvir vocês se apresentando é uma baita lição a todos”, completou o gerente, que foi o mestre de cerimônias.

Também participaram e acompanharam o evento on-line a coordenadora da Assessoria Especial de Medida Socioeducativa (AEPS), Maria de Fátima Marcato Brandão; e a diretora de Gestão de Articulação Regional (DGAR), Ivanete Gonçalves de Oliveira.

Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

vinte − dezoito =