Por: Assessoria de Imprensa | Publicado em: 15/02/2019 15:19:01

Eles foram recebidos em café da manhã de acolhimento, realizado na secretaria de educação da cidade

 

margin: 5px; float: left;Com foco em oferecer oportunidades estágio, 12 jovens que cumprem medida socioeducativa nos CASAs Araçá e Araçatuba participaram nesta sexta-feira (15/02) de um café da manhã de acolhimento realizado na Secretaria Municipal de Educação.

O objetivo foi possibilitar que os jovens conhecessem alguns dos ambientes de trabalho que serão disponibilizados durante um projeto-piloto, realizado em parceria entre a Fundação CASA, a Fundação Educacional de Araçatuba (Fac-Fea), o Ministério Público do Trabalho e empresas da região.

O evento marcou o começo da segunda etapa desse projeto, que teve início em 2018.

 Na primeira etapa, os jovens participaram de um curso de capacitação oferecido pela faculdade, como explica a diretora do CASA Araçatuba, Renata Cristina Gonçalves. “Foi criado um curso de 1000 horas para os jovens, ministrado por profissionais egressos da própria faculdade. Tudo pensando nos mínimos detalhes e feito com muito capricho”, comentou.

Os adolescentes deverão continuar frequentando o curso até o mês de setembro de 2019. A diretora do centro acrescenta que eles estão gostando muito das aulas. “São temas bem variados, tem direito, administração, psicologia. Eles estão adorando”, disse.

As aulas acontecem durante três dias na semana e os outros dois dias, a partir da próxima quarta-feira (20/02) serão dedicados aos estágios. “O contrato deles foi feito por meio da cota social, ou seja, são empresas que possuem algum tipo de insalubridade e que não podem receber os adolescentes diretamente, mas que desejam participar de programas de Jovens Aprendizes”, explicou Renata.

“Os jovens então terão sua bolsa-auxílio pagas pelas empresas, porém, irão atuar em locais como a Defensoria, o Ministério Público, a Secretaria de Educação e em escolas municipais”, comentou.

Com isso, espera-se que os jovens adquiram conhecimentos teóricos e saibam como aplicar na prática. “O projeto está se revelando uma verdadeira oportunidade de ouro para os adolescentes”, concluiu.