Por: Assessoria de Imprensa | Publicado em: 02/10/2019 11:54:00

Em São Paulo, foram 102 centros socioeducativos que tiverem a prova da Olimpíada Brasileira de Matemática aplicado no dia 28 de setembro

 

Um grupo de 887 adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação em 102 centros da Fundação no Estado de São Paulo obtiveram pontuação suficiente para participar da segunda fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), promovida pelo Instituto Nacional de Matemática Aplicada (IMPA).

Estudantes de todo o Brasil realizaram nas escolas no dia 28 de setembro a prova discursiva. O teste também foi aplicado nos centros socioeducativos da Fundação CASA, pelos professores as escolas vinculadoras.

A educação escolar na Fundação CASA ocorre em parceria com a Secretaria do Estado da Educação, seguindo calendário, conteúdo e material da rede pública estadual.

A prova da segunda fase da OBMEP teve seis questões discursivas que valem até 20 pontos cada. A duração do exame foi de até três horas.

Os jovens participantes dividiram-se em três níveis, de acordo com o grau de escolaridade: “nível 1”, para aqueles que estão no 6º ou 7º ano do Ensino Fundamental; “nível 2”, para os que estudam o 8º ou 9º anos do Ensino Fundamental; e “nível 3”, para quem está no Ensino Médio.

Em 2018, 774 adolescentes da Fundação CASA passaram para a segunda fase da Olimpíada. Neste ano, portanto, o índice de aprovados para a etapa seguinte da OBMEP é cerca de 14,6% superior.

A Olimpíada está na sua 15ª edição e é promovida desde 2005 com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). A competição é realizada com recursos dos ministérios da Educação (MEC) e Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).