Por: Assessoria de Imprensa | Publicado em: 10/01/2017 18:49:59

Curso a distância, pelo Ambiente Virtual de Aprendizagem, acontece entre os meses de fevereiro e junho de 2017

 

A Escola para Formação e Capacitação Profissional (EFCP) da Fundação CASA, em parceria com a Diretoria Administrativa, realiza entre os meses de fevereiro e junho de 2017 a 2ª edição do curso Formação Continuada da Área Administrativa para agentes administrativos, agentes de apoio administrativo, analistas administrativos, especialistas administrativos e servidores comissionados que possuem cargo base na área administrativa que atuam na Instituição.

As aulas são na modalidade a distância, por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da Fundação - http://ava.fundacaocasa.sp.gov.br/. As inscrições estão abertas. Os funcionários que comporão a turma do curso serão indicados por sua respectiva diretoria, como as 12 divisões regionais, e precisam estar cadastrados no AVA. Os profissionais não podem estar em período de férias durante a realização do curso.

Os servidores aptos a participar encontram-se lotados em centros socioeducativos, nas divisões regionais e nos seguintes setores: Divisão de Finanças (DF); Divisão de Logística (DL); Divisão de Obras, Patrimônio Imobiliário e Manutenção (DOPIM); Divisão de Recursos Humanos (DRH); Divisão de Suprimentos (DSUP); Divisão de Tecnologia da Informação (DTI); Superintendências  Pedagógica, de Saúde e de Segurança e Disciplina, Assessorias e outros servidores da Sede.

O objetivo geral do curso, segundo a EFCP, é “promover a formação continuada dos profissionais da área administrativa, contribuindo para o aprimoramento da atuação profissional e à consecução da missão e da visão da Fundação”.

A formação possui sete módulos, sendo um inicial sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem e seis específicos sobre administração pública, recursos humanos, finanças, suprimentos, logística e manutenção.

Mais informações podem ser consultadas na apresentação do curso, disponível aqui em formato PDF. Receberá certificação o aluno que obtiver, no mínimo, 75% da pontuação máxima como indicativo do aproveitamento.