Por: Assessoria de Imprensa | Publicado em: 01/06/2020 19:30:49

Em campanha de prevenção, diretor da Divisão de Tecnologia da Informação conta sua história de dor e superação

 

Seis dias ou cerca de 144 horas. Esse foi o tempo entre o diretor da Divisão de Tecnologia da Informação (DTI) da Fundação CASA, José Carlos Pereira da Silva, socorrer seu irmão com falta de ar até a emergência, ser diagnosticado com a COVID-19 e vir a falecer pela doença. “No sétimo dia eu já sentia os sintomas e no oitavo dei entrada no hospital”, lembra.

Confira o vídeo no canal institucional no YouTube.

No novo vídeo da campanha de conscientização da Fundação CASA sobre cuidados preventivos e de higiene para evitar propagar a COVID-19 no ambiente de trabalho, publicado nesta segunda-feira (1º), Carlinhos, como é conhecido o diretor da DTI, conta sua história, que é ao mesmo tempo de superação, com a cura, e de dor, com a perda do irmão.

O diretor considera que pode ter contraído o novo coronavírus ao ajudar o irmão, sem utilizar qualquer proteção. “Acho que nasci de novo, pois não tinha muita esperança quando entrei no hospital”, conta Carlinhos. “Essa doença é séria, não é uma gripezinha. Tem que usar máscara, tomar o seu cuidado.”


Por meio de histórias de superação de funcionários que contraíram a doença e vídeos educativos, as peças de publicidade indicam as atitudes individuais que colaboram diretamente para o bem coletivo, tanto dos funcionários quanto dos adolescentes em atendimento.

A campanha, elaborada pela Assessoria de Comunicação Social (ACS) da CASA, possui vídeos institucionais, anúncios em redes sociais e cartazes explicativos a serem fixados nos murais dos centros socioeducativos, divisões regionais e nas lotações da Fundação em todo o Estado de São Paulo.

De acordo com a Ordem de Serviço nº 025/2020 e o Decreto Estadual nº 64.959/2020, o uso de máscaras de proteção facial, feitas de tecido ou tecido não tecido (TNT), são de uso obrigatório, inclusive pelos servidores, nos espaços públicos em todo o Estado de São Paulo.

A Fundação CASA distribuiu 30 mil máscaras de proteção facial, feitas em algodão dupla face, para os servidores da Instituição.

Parceiros do Programa de Atenção Religiosa (PAR) também doaram unidades do equipamento. Foram 11 mil unidades entregues pela Igreja Universal e mais de 2 mil pela Pastoral do Menor, organização pastoral da Arquidiocese de São Paulo.

Como serviço essencial, os servidores da Fundação CASA têm se dedicado no atendimento contínuo aos adolescentes em medida socioeducativa em regime fechado, mesmo em período de isolamento social decretado pelo Governo do Estado de São Paulo.