Por: Assessoria de Imprensa | Publicado em: 19/12/2017 10:21:16

Objetivo é proporcionar uma integração por meio da música

 

As jovens que cumprem medida socioeducativa no centro feminino da Fundação CASA Chiquinha Gonzaga, localizado na capital paulista, receberão uma visita mais que especial na tarde desta quarta-feira (20/12).

Nessa data, a partir das 14h, o Coral Somos Iguais, formado por crianças refugiadas de países como Angola, Congo, Haiti e Síria (cidades de Aleppo e Damasco), irá se apresentar para os dois módulos do centro, incluindo as mães e bebês atendidos pelo Programa de Acompanhamento Materno-Infantil (PAMI).

Durante a apresentação, as crianças cantarão três músicas, sendo uma delas a composição “O Natal Existe”, criada em 1987 como ‘jingle’ da campanha natalina do extinto Banco Nacional.

De acordo com diretor do centro socioeducativo, Ezeilton Rodrigues de Santana, a visita do coral será um momento muito especial para as jovens. “Será um intercâmbio de conhecimentos, de solidariedade e também impactará positivamente na esperança dessas adolescentes, pois permitirá uma ampla reflexão”, destacou.

O projeto humanitário “Coral Somos Iguais”, é idealizado por Daniela Guimarães e mantido com a ajuda de demais voluntários, tendo o apoio da Agência da ONU para Refugiados (Acnur) e inclusive, apadrinhado pelo Maestro João Carlos Martins.

Um dos principais objetivos do projeto é oferecer para essas crianças refugiadas a oportunidade de se integrarem à sociedade e conhecerem um pouco mais sobre a realidade do país onde elas estão acolhidas, reduzindo assim o preconceito e o choque cultural.