Por: Assessoria de Imprensa | Publicado em: 20/04/2017 16:30:51

Os meninos entenderam a importância de se comunicar de forma apropriada. Conheceram o jornal Diário da Franca, produziram um jornal de autoria própria e participaram de oficinas

 

A comunicação é essencial nas relações humanas. No entanto, não basta emitir a informação, é preciso que o receptor compreenda o significado do que se pretende transmitir, caso contrário a mensagem será incoerente e, consequentemente, a comunicação será prejudicada.

Nesse sentido, os jovens que cumprem medida de semiliberdade no CASA Franca participaram de uma oficina cujo objetivo foi aprimorar a leitura e escrita nos termos da linguagem padrão da língua portuguesa.  Durante o mês de março, os educadores estimularam os garotos a lerem jornais, observando a composição linguística utilizada. Nesse período, tiveram acesso aos recursos audiovisuais que tratavam sobre a importância do tema e para garantir o aprendizado, a educadora do centro levou os garotos a conhecerem de perto, o funcionamento de uma redação.  

No dia 17 de abril, os meninos conheceram o Diário da Franca, de grande circulação na cidade. Puderam acompanhar como é feito a apuração de uma notícia, o processo de impressão, a evolução digital que o periódico passou ao longo dos anos, a origem do jornal impresso.

 “Os adolescentes ficaram impressionados com tudo o que viram, e ao final da vista os mesmos estavam empolgados para realizarem o seu próprio Jornal interno”, disse a pedagoga Vergínia Bacagini.

Após a visita, a educadora propôs a eles a produção de um jornal próprio, dessa forma eles estariam vivenciando na prática o aprendizado. De acordo com Vergínia, os meninos montaram um jornal completo, contendo reportagens, classificados e até reivindicações.

“Os jovens passaram a  reconhecer a importância da escrita e da leitura no cotidiano e esse recurso fará toda diferença na sua vida profissional e acadêmica ”, comentou.